Plano dos avisos de abertura de candidaturas ao FEDER, FSE e Fundo de Coesão - Última versão

terça-feira, 29 de setembro de 2015

Conheça a estrutura do POCH - Programa Operacional Capital Humano

O Programa Operacional Capital Humano mobiliza o Objetivo Temático Investir na educação, na formação e na formação profissional para a aquisição de competências e a aprendizagem ao longo da vida.

Estrutura-se nos seguintes Eixos Prioritários:

O Eixo 1, Promoção do sucesso educativo, do combate ao abandono escolar e reforço da qualificação dos jovens para a empregabilidade, cujas ações abrangidas são:
- Cursos Vocacionais de nível ISCED 2 e 3;
- Outros cursos de nível ISCED 2 (ex: Ensino Artístico, CEF);
- Cursos Profissionais de dupla certificação e nível ISCED 3;
- Apoios específicos de ação social escolar;
- Qualificação da intervenção precoce na infância e na educação especial.

O Eixo 2, Reforço do ensino superior e da formação avançada, permitirá alargar a base social dos estudantes no ensino superior, e aumentar o número de diplomados.
Será apoiada a criação duma formação de ensino superior de curta duração, nível ISCED 5, em ambiente politécnico e em ligação com “stakeholders regionais” que dê continuidade às formações profissionalizantes do secundário e com aproximação às necessidades do mercado.
Serão também apoiados Programas Doutorais inovadores de grande qualidade, promovidos em parceria entre Universidades, Centros de I&D e Empresas, alinhados com as estratégias de especialização inteligente e promovendo a transição dos doutorados e pós doutorados para o mercado de trabalho.
As ações abrangidas pelo Eixo 2 são:
- Apoios a estudantes do ensino superior;
- Criação dos cursos técnicos superiores profissionais (TeSP) (short-cycle);
- Programas de doutoramento e bolsas de pós-Doutoramento;
- Programas de formação pedagógica de docentes do ensino superior.

O Eixo 3, Aprendizagem, qualificação ao longo da vida e reforço da empregabilidade. Concentra a sua prioridade de intervenção junto dos segmentos dos jovens e adultos entre os 18 e os 30 anos sem ensino secundário completo, mas também os adultos entre os 30 e os 55 anos sem ensino básico ou secundário completo ou sem qualificação profissional.
As iniciativas presentes no Eixo 3 são:
- CQEP e processos de reconhecimento, validação e certificação de competências (RVCC);
- Cursos de aprendizagem dual;
- Cursos de ensino recorrente;
- Cursos de educação e formação de adultos (EFA).

O Eixo 4, Qualidade e inovação do sistema de educação e formação, mobiliza as intervenções dirigidas à autonomia das escolas.
As ações presentes no Eixo 4 são:
- Intervenções específicas e inovadoras dirigidas à melhoria da qualidade e da eficiência do sistema de educação/formação de jovens com vista à promoção do sucesso escolar;
- Programa de formação contínua de professores e gestores escolares;
- Programa de qualificação de formadores e outros agentes de formação;
- Programa de promoção da autonomia das escolas;
- Serviços de Psicologia e Orientação (SPO);
- Ações de inovação social para experimentação e teste de novas respostas na área educativa;
- Intervenções e atividades específicas de promoção da qualidade da gestão e de apoio à inovação e à cooperação transnacional.

2 comentários:

  1. Cursos Vocacionais de nível ISCED 2 e 3, dado que esta ações, inexplicavelmente, nõ tiveram financiamento, mas sáo para as escolas públicas. Não será oportuno, actualizar

    ResponderEliminar
  2. Cursos Vocacionais de nível ISCED 2 e 3, dado que esta ações, inexplicavelmente, nõ tiveram financiamento, mas sáo para as escolas públicas. Não será oportuno, actualizar

    ResponderEliminar